Artigos

Fundación Moncho Reboiras
para o estudo e a divulgación da realidade social e sindical na Galiza

O legado deixado por Néstor Kirchner.

Diferentemente dos seus principais aliados regionais Hugo Chávez, Luiz Inácio Lula da Silva e Evo Morales, que chegam à presidência como autêntica expressão da nova geração de partidos políticos e movimentos sociais legitimados na oposição ao “Consenso de Washington”, a ascensão de Néstor Kirchner, de extensa trajetória no peronismo, buscou recompor a credibilidade do sistema político e econômico, afetado pelo quadro de crise de amplas proporções gerado pelo colapso financeiro que levou ao fim do governo de Fernando De la Rua em 2001.

Ler máis...

A sublevação na ONU (1ª e 2ª parte)

A reunião da terça-feira passada, 26 de outubro, da Assembleia Geral da ONU, que se supõe seja a máxima autoridade política do planeta, foi convocada com um objetivo tantas vezes repetido que já se torna familiar: "Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos da América contra Cuba."

Ler máis...

Pensións: espremendo ao débil.

Non é a primeira vez que desde a CEOE, o Banco de España e o Goberno se dramatiza sobre a situación futura das pensións, que estarían en perigo porque o gasto aumenta máis rápido que os ingresos. A solución que se dá sempre é a mesma: rebaixar a contía. Para o cal se pretende aumentar a idade de aceso á xubilación así como o tempo que se colle como media para o calculo da contía da pensión. Deste xeito as xubilacións obrigatorias, do sistema público, serian moi básicas e insuficientes, polo que se forzaría a que un grande número de asalariados e asalariadas se adheriran a fundos privados, dando pulo ao lucro empresarial (á especulación) nunha prestación esencial na que ate o momento a actividade privada tivo un papel marxinal.

Ler máis...

A natureza parasitária do actual sistema monetário.

Mesmo as pessoas mais educadas, por vezes enganadas pelos media dominantes e os chamados "peritos", deixam de identificar a causa básica da actual retracção económica e tendem a confundir o sintoma (inflação, desemprego, etc) com a causa. Outros factores incorrectos do seu desencadeamento muitas vezes são atribuídos à inerente cobiça humana, à super-população, aos baby boomers [NT 1] , ao abandono do padrão ouro, à reserva bancária fraccionária [NT 2] , às divisas fiduciárias, ao super-consumo e até mesmo à tecnologia.

Ler máis...

Cursos de Formación Sindical 2010-2011

A seguir preséntase o folleto no que se recolle a oferta de Cursos de Formación Sindical que FESGA oferta á Confederación Intersindical Galega (CIG). Estas accións de formación intersectorial, teñen por obxecto contribuír a un mellor coñecemento da lexislación laboral, a negociación colectiva, o cálculo de nóminas e liquidacións e a adquisición de habilidades sociais e comunicacionais.

Ler máis...

A crise econômica e a resistência na Europa.

Passados mais de 2 anos do momento simbólico de deflagração da crise econômica atual, a realidade dos países e economias afetadas ao redor do mundo é bastante discrepante. Em meados de setembro de 2008, a situação das instituições financeiras norte-americanas revelava-se insustentável. A partir da quebra do banco Lehman Brothers, verifica-se uma espécie de efeito-dominó sobre um conjunto de instituições bancárias e de crédito naquele país. É a chamada crise do “sub-prime”, fortemente afetada pelo mercado hipotecário do setor imobiliário e da construção civil.

Ler máis...

Crônica de um golpe frustrado.

Estava em Quito para participar de uma reunião preparatória da Conferência Regional Humanitária sobre a proteção de pessoas deslocadas e refugiadas, que se realizará nessa cidade em novembro, quando fui surpreendido pela sublevação de um contingente policial que derivou num golpe de Estado frustrado.

Ler máis...

O Sistema Político e Eleitoral em Cuba.

O questionar constante do sistema político e eleitoral cubano constitui um dos pilares fundamentais da campanha inimiga contra nosso país, liderada pelos Estados Unidos. A atividade contra Cuba em matéria de democracia e direitos humanos, não só constitui a principal ferramenta dos Estados Unidos para tratar de “legitimar” sua política de hostilidade e agressão contra Cuba; senão que responde também ao interesse dos principais países capitalistas industrializados de impor aos países em desenvolvimento um modelo de organização política que facilite a dominação.

Ler máis...

Non te deixes enganar, participa na folga xeral.

Mañá, día 29 de setembro, a clase traballadora galega, conxuntamente cos traballadores e traballadoras das outras nacións que conformamos o Estado español, estamos chamados á folga xeral como resposta necesaria a esta nova agresión aos nosos intereses.

Ler máis...

2021 · Fundación Moncho Reboiras para o estudo e a divulgación da realidade social e sindical na Galiza

Contacto

Política cookies |

Información legal |